Chile leva susto, mas responde rapidamente, vence com gol de Sánchez e sobe para terceiro

06/10/2017 10:17:00
Depois de abrir o placar no primeiro tempo com Vargas após assistência de Valdivia, chilenos levam empate aos 38 do segundo tempo, mas voltam a marcar dois minutos depois e entram na zona de classificação

O JOGO

O Chile entrou em campo pressionado nesta quinta-feira, mas terminou o dia comemorando o muito. Depois de começar a rodada ocupando o sexto lugar das eliminatórias e fora da zona de classificação para a Copa de 2018, os chilenos ganharam três posições e só estão atrás de Brasil e Uruguai. E foi com emoção. Vargas recebeu passe de Valdivia para abrir o placar no primeiro tempo, mas Romario Ibarra empatou aos 38 da segunda etapa, em seu primeiro toque na bola. A resposta foi rápida. Menos de dois minutos depois, Alexis Sánchez aproveitou rebote para garantir o 2 a 1 para os anfitriões em Santiago.



CONTRA GIGANTES

Chile e Equador têm compromissos importantes na última rodada das eliminatórias, disputada na terça-feira, com todos os jogos às 20h30 (de Brasília). Os chilenos viajam até São Paulo para enfrentar o líder Brasil na Arena Palmeiras, tentando confirmar a vaga na Copa. Eliminados, os equatorianos decidem o futuro de Messi e cia., recebendo a Argentina em Quito.


PRIMEIRO TEMPO

Não foi uma partida de muitas chance, mas não quer dizer que faltou emoção. O Chile teve a iniciativa e a posse de bola, o Equador apostava nos contra-ataques, e as duas equipes disputavam muito cada bola. Na base da vontade, Sánchez desarmou Valencia, Valdivia pegou a sobra, entrou na área e rolou para Vargas abrir o placar aos 21 do primeiro tempo.

 


SEGUNDO TEMPO

Os anfitriões continuaram mais perigosos e tiveram boas chances de ampliar em cabeçadas de Valdivia e Hernández, já na segunda etapa. Mas em um lance despretensioso, os equatorianos empataram. Depois do tiro de meta, a bola sobrou para Ordoñez, que levou na linha de fundo e cruzou para Romario Ibarra bater de primeira e deixar tudo igual aos 38 do segundo tempo. A resposta foi rápida. Vidal dividiu com Murillo no ataque e rolou para Gutiérrez soltar a pancada, Banguera espalmou e Sánchez aproveitou o rebote para garantir a vitória chilena.

Fonte: GE

Imagens