Por oito votos a cinco, vereadores de Indaial mantém recesso de 60 dias por ano

04/08/2017 09:26:00
Projeto de iniciativa do vereador Flávio Molinari e assinado em conjunto com os vereadores Jonas Lima, Diego Pandini, Bagaio e Ana Paula Reiter que pedia o fim do recesso de 15 dias do mês de julho aos vereadores de Indaial foi reprovado em sessão realizada na casa de leis nesta última quinta-feira (3)

Nesta quinta-feira (3) foi votado na câmara de vereadores de Indaial o projeto de lei que teve iniciativa do vereador Flávio Molinari e apoio de Jonas Lima, Diego Pandini, Bagaio e Ana Paula Reiter que pede o fim do recesso de Julho, de 15 dias. Na votação o projeto de lei foi reprovado por oito votos a cinco.

 

Votaram a favor:

Flávio Molinari (PSDB), Jonas Lima (PSD), Diego Pandini (PP), Carol Bertoldi (PP) e Ana Paula Reiter (PMDB)


Contra:

Santo Antônio (PMDB), Antônio Carlos Fink (PSDB), Valentim Blazius (PSD), Altair Brassiani (Pelé) (PP), Alex Frotscher (PSDB), Aurora Coelho (PT), Fabio Fritz (PMDB) e Marli Menegazzi (PMDB)


Um fato que chamou a atenção, foi o Vereador Bagaio, que assinou o projeto, não participou da votação por estar afastado 30 dias para abrir vaga a suplente Marli Menegazzi. Na votação, Marli, que está de suplente do vereador Bagaio, votou contra.


O vereador Flávio Molinari se manifestou sobre o projeto de lei ter sido reprovado: "Minha parte eu fiz, o povo quer mudanças e eu penso da mesma maneira, o fim do recesso de julho já existe na maioria das cidades brasileiras, e também no Vale do Itajaí. Em Indaial como falei, a maioria preferiu que o recesso continue de 60 dias por ano e eu respeito a decisão deles."

Imagens


Veja também

Recentes