Warning: mime_content_type(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/3c2541bdb1a85998e36a5ff14a4a3a16.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 55

Warning: getimagesize(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/3c2541bdb1a85998e36a5ff14a4a3a16.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 56

Procon de SC notifica laboratórios por preços abusivos em testes de Covid-19

15/07/2020 13:37:00
Segundo órgão de defesa do consumidor, ao menos 19 laboratórios tinham lucros acima de 100% e foi constatada diferença de 200% nos valores.

O Procon estadual de Santa Catarina notificou ao menos 19 laboratórios que realizam testes rápidos para diagnosticar Covid-19 por prática de preços abusivos. Segundo o órgão de defesa do consumidor, a diferença de valores pode chegar a 200% entre alguns estabelecimentos.

 

“Tivemos uma diferença de até 200%, então se o consumidor pesquisar, vai encontrar até essa diferença. Identificamos 19 laboratórios que estão cobrando acima de 100% e nesse momento de pandemia é uma prática abusiva e identificamos seis com 200%", informou o diretor do Procon, Tiago Silva em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina.


Os preços cobrados aos pacientes variam de R$ 180 a R$ 380. O Procon realizou um levantamento com mais de 60 laboratórios médicos em diferentes regiões catarinenses e solicitou as notas fiscais de compra e venda dos testes.


O órgão reconhece que há fatores que podem interferir nessa cobrança, como inflação e o preço dos testes para os estabelecimentos, mas mesmo assim, identificou 19 laboratórios com valores abusivos e o Procon deve abrir processo administrativo contra eles, como informou o diretor - veja no vídeo acima.


Como as autoridades médicas e sanitárias reforçam a necessidade de realizar testes na população para que sejam estabelecidas medidas adequadas de prevenção e controle do coronavírus, o Procon entende que o lucro não deve ultrapassar 100% por ser uma situação de saúde pública.


"A nossa orientação é que se faça os testes nos locais com preços mais acessíveis, pois foi tirado dos planos de saúde o custeio dos exames. Esperamos que os planos de saúde voltem a cobrir, isso não acontecendo, vamos fazer uma força tarefa com o Ministério Público para que os laboratórios possam abaixar os preços”, explica Tiago Silva


De acordo com a norma técnica do Estado de Santa Catarina, o teste de laboratório deve ser feito em até sete dias dos primeiros sintomas da doença, de preferência entre o terceiro e quinto dia. Já o teste imunológico, o teste rápidos, deve ser aplicado após sete dias do início dos sintomas.


Os consumidores que suspeitarem de prática abusiva de preços podem acionar o Procon em suas sedes ou pelo telefone 151. A lista de todos os laboratórios pesquisados pelo Procon e os preços praticados estão no site do órgão.

Fonte: G1 SANTA CATARINA

Imagens


  • Autor: Foto: Leonardo Sousa/PMF