Warning: mime_content_type(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/fc79751d5c483569035fde7dd53720a4.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 55

Warning: getimagesize(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/fc79751d5c483569035fde7dd53720a4.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 56

Setor de transporte em SC registra queda de -32% em junho

03/07/2020 16:03:00
Em nível nacional, retração é de -34% na comparação com os níveis pré-pandemia

Em junho, a demanda por volume do transportes de cargas em Santa Catarina registrou queda de -32% em relação ao período pré-crise. O resultado mantém a média de queda de -32% registrada em maio. Os dados foram divulgados pela NTC&Logística.

 

De acordo com o vice-presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), Riberto Lima, o Estado vivenciou momentos diversos durante a pandemia, mas apesar da estabilidade observada neste mês, o cenário ainda é de grandes prejuízos para o setor. 


"O sentimento do transportador ainda é de queda drástica. Estávamos começando um ano com boas perspectivas de mercado, com grandes expectativas. Por isso, a variação é muito mais do que se apresenta, somada a tudo o que tínhamos previsto para crescimento neste ano", destacou. 


Já a nível nacional, na última semana do mês a demanda do transporte rodoviário de cargas caiu -34% em relação aos níveis pré-pandemia. O resultado representa uma alta de 2 pontos percentuais em relação à semana anterior, quando havia registrado a primeira queda em um mês.


"Os números começam a melhorar e isso se dá pelo fato de alguns Estados e municípios flexibilizarem as medidas de isolamento social. O resultado ainda está muito longe do ideal, continua alto o impacto que a pandemia vem trazendo para o transporte rodoviário de cargas e sabemos que a recuperação será lenta", ressaltou o presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio. 


Apesar do resultado positivo para a demanda na semana passada, o percentual de empresas que tiveram queda no faturamento em função da pandemia voltou a subir, atingindo 91%, pior resultado em um mês. O índice chegou a bater 94% no final de maio e estava em 89% na semana passada.

Fonte: RCN

Imagens


  • Autor: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil