Warning: mime_content_type(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/5eb88a613819823b11a16e21c7fedce4.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 55

Warning: getimagesize(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/5eb88a613819823b11a16e21c7fedce4.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 56

Cidades de SC voltam a registrar festas em meio à pandemia do novo coronavírus

29/06/2020 19:08:00
Eventos em geral estão proibidos em Santa Catarina desde março.

Cidades de Santa Catarina voltaram a ter festas no fim de semana, contrariando decreto estadual que proíbe eventos e aglomerações por causa da pandemia do novo coronavírus. Foram registradas ocorrências do tipo em Lindóia do Sul e Chapecó, no Oeste, Balneário Camboriú, no Litoral Norte, e em Blumenau, no Vale do Itajaí.

 

Balneário Camboriú


No município, a polícia encerrou pelo menos quatro eventos que desrespeitavam os decretos municipais e estaduais.


Na madrugada de sábado (27), depois de uma denúncia feita por vizinhos que reclamavam do som alto, a Polícia Militar e a Guarda Municipal encerraram uma festa que acontecia na cobertura de um prédio no Centro. Trinta pessoas estavam no local. De acordo com a polícia, o apartamento tinha sido alugado por turistas de fora do estado.


Na mesma madrugada, na Praia do Estaleirinho, uma festa em uma casa alugada por pessoas de São Paulo e do Rio de Janeiro com dezenas de convidados teve que ser encerrada pela polícia por causa da aglomeração.


Desde sexta-feira (26), Balneário Camboriú voltou a ter barreiras sanitárias nas entradas e saídas da cidade. E para entrar, pessoas de fora do estado precisam comprovar residência no município. Essa foi uma recomendação do governo catarinense desde que a região da Foz do Rio Itajaí foi classificada em nível gravíssimo de risco de transmissão do novo coronavírus.


Também na Praia do Estaleirinho, 150 pessoas foram flagradas pela polícia em uma festa em uma casa alugada. Os participantes chegaram a tentar escapar da fiscalização desligando as luzes, mas não deu certo.


O dono do imóvel que era alugado foi multado por permitir a realização do evento. Na madrugada de domingo (28), a fiscalização recebeu denúncias sobre uma bailão no Bairro dos Municípios. Além da aglomeração, o estabelecimento desrespeitou o decreto municipal que proíbe a abertura de espaços comerciais entre 23h e 6h. O local foi interditado por cinco dias e o responsável foi notificado.


Diante dessas ocorrências, a prefeitura de Balneário Camboriú deve tomar medidas específicas para evitar as festas. A ideia é responsabilizar quem, de alguma maneira, possibilita que esses eventos aconteçam.


Blumenau


E em Blumenau, no Vale do Itajaí, equipes de fiscalização também tiveram que interromper festas. Uma força tarefa liderada pela Defesa Civil, com o apoio de profissionais de várias secretarias municipais e da Polícia Militar atuou na cidade entre a noite de sexta-feira e a madrugada de domingo.


O resultado foram 159 ocorrências, entre elas fiscalização de 11 mercados, interrupção de 20 eventos particulares, dispersão de 11 aglomerações em locais públicos, 27 intimações e um estabelecimento interditado. A operação tem como objetivo garantir o cumprimento do decreto municipal que impõe novas medidas de combate ao coronavírus, como restrição de horários para funcionamento e limitação de público.


Lindóia do Sul


A PM foi acionada por volta das 2h de domingo (28), na Linha Sertãozinho, no interior do município. Os policiais disseram que havia no local cerca de 300 pessoas e 80 veiculos. O dono do local disse que o evento era uma festa de aniversário para poucas pessoas, mas que o número de convidados superou o previsto.


O organizador do evento e as pessoas que foram ao local, que são de diferentes municípios da região, foram autuados e terão que prestar mais esclarecimentos por estarem infringindo as medidas de prevenção ao novo coronavírus.


Chapecó


Também houve registros de aglomeração em Chapecó, município do Oeste. Pelo menos 15 pessoas que resistiram e desacataram os policias foram levadas a uma delegacia, onde assinaram termo circunstanciado por perturbação e descumprimento de medida sanitária.


De 16 a 28 de junho, seis estabelecimentos foram fiscalizados para verificar se estavam cumprindo medidas sanitárias. De março a junho, a Guarda Municipal realizou quase 1,5 mil atendimentos. A Vigilância Sanitária fez 809 vistorias e 70 processos por descumprimento de obrigação de não haver aglomerações e pelo não uso de máscaras.

Fonte: G1 SANTA CATARINA

Imagens


  • Autor: Foto: Reprodução/NSC TV