Warning: mime_content_type(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/3feb373a02644a38aad4e8f40dafea2a.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 55

Warning: getimagesize(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/3feb373a02644a38aad4e8f40dafea2a.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 56

Palmeiras recebe pedido do Getafe para estender contrato de empréstimo de Deyverson

13/05/2020 13:18:00
Atacante está emprestado até o fim de junho, com compra obrigatória a partir de metas

O Getafe manifestou ao Palmeiras o desejo de contar com Deyverson por mais tempo. O pedido para prorrogação do empréstimo foi feito nesta semana e ainda será avaliado pela diretoria.

 

O clube espanhol pretende estender ao menos até o final de setembro o contrato que vence no final de junho, a fim de contar com o atacante para o restante das competições, após a parada forçada pela pandemia da Covid-19.


Nesta semana, os elencos retornaram aos treinos presenciais na Espanha, país onde o campeonato nacional deverá ser retomado na segunda semana de junho. O Getafe retomou as atividades de forma ainda individualizada, sem trabalhos coletivos por enquanto.


Apesar de ter atuado somente seis vezes, Deyverson tem sido bem avaliado. Na Liga Europa, ele fez um dos gols da vitória por 2 a 0 no jogo de ida contra o Ajax – gol que fez diferença para que a derrota por 2 a 1 na volta não impedisse a classificação às oitavas de final.


Nas últimas semanas, dirigentes estavam convictos de que o Getafe pediria a prorrogação do empréstimo, possibilitando que ele estivesse à disposição tanto no Campeonato Espanhol quanto nas partidas contra a Inter de Milão, pelo torneio europeu.


Compra obrigatória e contrato


Deyverson tem contrato com o Palmeiras até junho de 2022. Em 2017, com aporte financeiro da Crefisa, o clube pagou ao Levante, também da Espanha, cinco milhões de euros (aproximadamente R$ 19 milhões, na cotação da época) por 70% dos direitos econômicos.


No empréstimo feito em janeiro ao Getafe, ficou estabelecida a obrigatoriedade de compra dessa parte, no valor de seis milhões de euros (na cotação atual, cerca de R$ 38,5 milhões), caso o jogador marcasse nove gols e disputasse mais de 50% de jogos.

Fonte: Globoesporte.com

Imagens


  • Autor: Foto: Getty Images