Polícia estima que milhões de reais foram levados em assalto no Aeroporto Quero-Quero

15/03/2019 15:23:00
De acordo a Polícia Civil de Blumenau, foi levado o dinheiro que estava na aeronave e não o que estava nos carros

Aos poucos questões sobre o assalto registrado nesta quinta-feira no Aeroporto Quero-Quero, em Blumenau, são esclarecidas. Pela primeira vez a polícia fala em um roubo na casa de milhões de reais. O valor exato ainda não foi informado nem mesmo ao delegado Egídio Ferrari, que cuida do caso.

Ele aguarda que a empresa Brinks, transportadora dos valores, registre o boletim de ocorrência e informe o montante levado pelos criminosos. O que se sabe é que apenas o dinheiro que estava na aeronave foi levado. Os malotes que estavam nos carros-fortes, não.

De acordo da Polícia Civil, tratava-se de uma troca de malotes, e os bandidos teriam planejado por um longo período o crime, pois a operação não é rotineira. A aeronave foi interceptada pelos criminosos na pista no momento da decolagem, quando a operação havia sido finalizada.

- Ninguém faz um roubo desse da noite para o dia - afirma Ferrari.

Além disso, os veículos tinham aberturas feitas antes do crime para posicionar as armas e atirar sem a necessidade de abrir janelas e portas.

Os dois carros - ambos já encontrados - são blindados. Pelo poder de fogo do grupo e violência empregada, o delegado acredita que são criminosos de fora de Santa Catarina.

As placas dos veículos usados na ação criminosa não têm registro de roubo. Um perícia será feita para averiguar a possibilidade de as placas serem clonadas. Mais detalhes da operação de buscas pelos bandidos não são repassados para não interferir nos trabalhos da polícia.


Fonte: Jornal de Santa Catarina

Imagens


  • Autor: (Foto: Nathan Neumann)