Dois são presos suspeitos de manterem casas de prostituição em Rio Negrinho

02/02/2019 10:12:00
Polícia fez operação em busca de tráfico de drogas, mas encontrou quartos sujos e anotações financeiras de programas sexuais.

Dois homens foram presos em Rio Negrinho, no Norte catarinense, na noite de quinta-feira (31) suspeitos de manterem casas de prostituição. Eles foram encaminhados para o Presídio de Mafra.


Conforme o delegado Gil Rafael Ribas, a Polícia Civil foi cumprir um mandado de busca e apreensão em um dos estabelecimentos, por volta das 20h, por suspeita de tráfico de drogas.

"Não achamos drogas que configurasse um flagrante, mas no local estavam mulheres suspeitas de prostituição e uma travesti", explica o delegado. O dono do local, um homem de 47 anos, foi preso.


Na sequência, a Polícia Civil seguiu para outro estabelecimento, onde a Polícia Militar já havia verificado ocorrência de perturbação de silêncio. No local também havia garotas de programa e o proprietário do local, de 48 anos, também foi preso.

"Eram quartos improvisados, com preservativos usados expostos. Meio sujo, insalubre", disse o delegado. Um dos quartos era um cubículo de madeira.

Nas duas casas, foram encontradas anotações de movimentações financeiras de programas sexuais. Segundo o delegado, os dois homens podem ficar presos por até dois anos por manterem os locais de prostituição.

 

Fonte: G1 SC

Imagens


  • Autor: Foto: Polícia Civil/Divulgação