Fio rompido da rede elétrica pode ter causado acidente com criança em Indaial

04/12/2018 08:45:00
Em nota, Celesc afirma que aguarda laudo do IGP sobre a causa da morte do menino de 12 anos. Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso

A Polícia Civil de Indaial abriu um inquérito nesta segunda-feira para apurar a morte de um menino de 12 anos em Indaial. A criança, que era de Blumenau e estava na cidade vizinha a passeio, cruzava um ribeirão de bicicleta quando foi eletrocutada, de acordo com familiares. A causa da morte, confirmada pelo Instituto Geral de Perícia (IGP), é choque elétrico.

Um fio da rede de energia elétrica que estava rompido no momento do acidente pode ter gerado o acidente. Em entrevista à NSC TV, moradores da região afirmam que já teriam acionado a Celesc para efetuar o reparo, mas que não houve retorno. O gerente regional da Celesc, João Marcos Ribeiro, nega.

Segundo ele, a equipe foi chamada apenas no dia do acidente, domingo por volta das 17h30min. Ao chegar no local, os profissionais da empresa teriam encontrado a fiação rompida, mas como o local estava isolado pelo IGP não foi possível fazer o reparo, o que ocorreu apenas nesta segunda-feira.

A criança foi sepultada na tarde desta segunda-feira em um cemitério no bairro da Velha, em Blumenau. Segundo Ribeiro, a Celesc está em contato com a família para prestar toda a assistência necessária. A Celesc também se manifestou por nota oficial. Confira a seguir, o texto na íntegra:

"Sobre o acidente fatal que aconteceu na tarde deste domingo, em Indaial, que teve como vítima um adolescente, a Celesc lamenta profundamente o ocorrido e está aguardando a conclusão do inquérito policial que apura as causas do acidente. A empresa recebeu o registro da ocorrência identificada como “cabo partido” às 17h39 e imediatamente uma equipe de emergência foi despachada para atender o chamado. Somente ao chegar ao local, que os eletricistas tomaram conhecimento do fato, sendo que os Bombeiros já haviam removido a vítima e a área estava isolada pela polícia".

Fonte: Jornal de Santa Catarina

Imagens


  • Autor: (Foto: Gilmar Kroenki)

  • Autor: (Foto: Gilmar Kroenki)