Alesc aprova fim do benefício que paga as despesas médicas de deputados

13/09/2018 17:27:00
Aprovação por unanimidade ocorreu nesta quarta-feira

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou nesta quarta-feira, 12, o fim do pagamento das despesas médicas dos deputados estaduais. O benefício estava previsto em uma resolução de 1992. A regra permitia o ressarcimento dos gastos dos parlamentares com assistência médica sem limite de valor.


A extinção foi proposta por meio de dois projetos de resolução protocolados neste ano. Os textos foram unidos na Comissão de Constituição e Justiça para tramitação em conjunto, resultando na aprovação por unanimidade.

“Nós não temos esse direito de ter atendimento médico e hospitalar privilegiado porque somos iguais a todos e defendemos o Sistema Único de Saúde”, argumentou Ana Paula Lima (PT), autora de um dos projetos.

Proibição no plantio

Os deputados também aprovaram o PL 71/2015, que proíbe o plantio de árvores exóticas e de grande porte perto da rede de transmissão de energia elétrica.

O objetivo é evitar interrupções no fornecimento de eletricidade, em especial na área rural, ocasionadas pelo contato das árvores com a rede de distribuição. Conforme o PL, de autoria de Dirceu Dresch (PT), 70% das ocorrências registradas pela Celesc são ocasionadas por problemas com as árvores.

A proposta recebeu emenda na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que alterou a distância mínima para o plantio das árvores. O texto original previa espaçamento de 20 metros para cada lado. A emenda reduziu essa medida para 7,5 ou 15 metros para cada lado, dependendo da espécie.

A matéria também foi aprovada em dois turnos e segue para votação da redação final na sessão desta quinta-feira, 13.

Fonte: O Municipio Blumenau

Imagens